quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Receita secreta

Eu sou uma pessoa que faz bolos, mas nunca dá a receita. E não é porque a receita sempre muda, ou porque ela varia de acordo com a disponibilidade dos ingredientes (tipo: se não tem casca de limão, vai de laranja, se não tem laranja também, vai mixirica, e assim adiante). Não, eu não dou a receita porque eu quero ter o monopólio dos bolos bons e quero que as pessoas sintam a minha falta quando eu mudar de casa e não tiver mais bolo em cima do fogão com um bilhete pedindo pra ser devorado com moderação.

Nunca dei a receita pros meus irmãos tapioquenses, mas isso não impediu o Ferrone de me espionar enquanto eu fazia um bolo e anotar o que ele observou. Anotou a receita secreta no nosso livro comunitário de receitas, que hoje tem seu lugar entre a receita de "Pão de queijo da Tia Zizi" e o "Cheesecake da Olga". O Ruy, outro tapioquense que não mora mais na Oca, ligou aqui e pediu pra que eu pegasse o livro de receitas e lesse pra ele a receita do meu "bolo secreto", já que esta receita era diferente da minha receita de bolo (não sei de onde o Ferrone tirou essas medidas!!!).
Dei risada e revelei (explicando detalhes) a minha receita ao Ruy. Um momento histórico, quase me arrependi por ter compartilhado este conhecimento gastronômico.

Dois dias depois o Ruy liga, dizendo que fez o bolo, que ele tava bonitão, crescendo, e que quando ele olhou de novo pra dentro do forno, não viu mais o bolo. O bolo tinha explodido e se espalhado pelas paredes do forno. Bem feito! Continuo a detentora absoluta do segredo da receita!!!

Um comentário:

Ferrone disse...

Nem é verdade que o bolo fica ruim. Quando eu faço fica muito do bom.